sábado, 12 de fevereiro de 2011

Paraguai... a cidade das compras

É feio, sujo e bagunçado, mas não tem um brasileiro que vá a Foz e que não tenha curiosidade de conhecer o Paraguai! Tem compra para todos os gostos, por isso vou me concentrar nos detalhes da travessia.
Para quem quer atravessar de caro vai o aviso: o trânsito é um caos! Tem estacionamento, não tem problema nenhum passar pela imigração, mas pode esperar se estressar com o trânsito e fomos avisado do risco de ser envolvido em alguma atividade ilegal sem saber. O pessoal de Foz contou casos de turistas que foram de caro e tiveram coisas ilegais amarradas debaixo do carro e correram o risco de atravessarem para o Brasil com contrabando. Com tantos avisos, deixamos o carro em Foz a uma quadra da Ponte da Amizade. Pagamos R$20,00 e depois descobrimos que foi super caro, que do lado de que esta voltando do Paraguai tem muitas opções mais baratas (até R$5,00).
Para atravesar você pode ir a pé (se não tiver carregando muita coisa é a forma mais rápida, pois você foge do trânsito) de ônibus de linha (R$3,30) ou de van (que você deve combinar com o motorista antes de embarcar). Para voltar funciona da mesma forma, mas só pegue taxi em pontos oficiais ou vans frequentadas por brasileiros. Cuide sempre de suas sacolas e se passar de $300,00 dolares em compras você deve declarar e pagar o imposto devido.
As lojas que me indicaram e que eu gostei foram:
Nave Shop: testa todos os eletrônico na hora, tem opções de tênis e marcas esportivas e grande quantidade de Victoria's Secrets.
Monalisa (do lado esquerdo): relógios e roupas das melhores marcas e cosméticos para todos os gostos (Loreal, The Body Shop, Clinique e muitas opções de perfumes). Tem um ótimo restaurante.
Lojas Americanas: Muitas opções de brinquedos, malas, eletrodomésticos, artigos de pesca e variedades. Tem uma lanchonete que é relativamente barata e a comida é razoável. No mesmo shopping tem muitas lojinhas pequenas com outras opções de cosméticos, brinquedos e presentes.
Casa China: Bastante coisa para casa, pouca opção de roupa. Não foi a minha preferida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou? Tem uma história sobre o assunto? Comente aqui: